Conheça 5 programas de inovação para ficar de olho em 2023

A relação entre startups e empresas pode trazer muitos benefícios para ambos os lados, ainda mais por meio da inovação aberta. Segundo a NeoVentures, consultoria de desenvolvimento para empresas inovadoras, as startups que possuem relacionamentos de open innovation com empresas líderes captam 85% mais investimento do que startups que não possuem, fortalecendo a importância de ampliar conexões.

Atualmente estima-se que mais de 300 empresas no país mantenham programas de engajamento com startups – número que era inferior a 40 em 2015. As empresas estão cada vez mais maduras para inovar e abertas a soluções do mercado. O objetivo é, por meio da tecnologia, obter redução de custos, agilidade em processos e melhores resultados na empresa como um todo.

“Os programas de inovação aberta tem como principal foco encontrar startups que tenham soluções inovadoras para melhorar o desempenho da organização, por meios e desafios das mais diversas categorias. Existem muitos benefícios em se ter um programa como este, entre eles, engajar toda a companhia, gerar valor para o negócio e promover aprendizado”, explica André Medina, Gerente de Inovação da Andrade Gutierrez e responsável pelo Vetor AG, programa de inovação da construtora que está presente em projetos industriais, obras de infraestrutura, mobilidade urbana, energia, óleo e gás.

Outras grandes empresas possuem programas de inovação e, pensando nisso, Medina lista cinco iniciativas para startups ficarem atentas às oportunidades, incluindo o Vetor AG.

Vetor AG

O programa da Andrade Gutierrez busca soluções para as maiores obras do Brasil, que ajudem a reduzir a necessidade de trabalho braçal nos canteiros de obra e padronizar a pré-fabricação, construção modular e industrialização. Além disso, o Vetor AG é a ponte entre soluções inovadoras do mercado e a Andrade Gutierrez. Alguns diferenciais do Programa são agilidade na contratação de startups, oportunidade de investimento e auxílio financeiro para pilotos.

A construtora Andrade Gutierrez é reconhecida como uma das 20 melhores empresas nacionais para o ecossistema de startups, segundo o Ranking The Bakery, em parceria com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups) e a empresa mais inovadora do setor de Construção e Engenharia segundo o ranking Valor Inovação 2022 do Valor Econômico e Strategy&.

Açolab

O Açolab é um programa de inovação da ArcelorMittal, líder mundial na produção de aço e um dos maiores em mineração. O propósito do programa é aumentar a competitividade da ArcelorMittal, através de soluções em parceria com startups. O foco principal é o desenvolvimento de PoCs (Provas de Conceito) e MVPs (Produto Mínimo Viável). Alguns dos benefícios são conectar a inovação com diversas áreas da empresa, ecossistema de inovação e o desenvolvimento de novos modelos de negócio.

Desafio Energisa Digital Labs

O programa pertence ao Grupo Energisa e busca empresas inovadoras que tragam soluções para o grupo. O objetivo é encontrar startups em estágio de maturidade e escala. Cada desafio tem uma parceira escolhida para um projeto-piloto. As melhores passam por um teste de solução/tecnologia, e para participar precisam ter um MVP (produto mínimo viável) testado em pequena escala ou uma solução que já esteja inserida no mercado.

FIEMG Lab

O FIEMG Lab 4.0 é um programa de aceleração com foco integral em startups B2B, chamadas IndTechs, que oferecem soluções para a indústria. Inspirado nos grandes pólos industriais internacionais, o Programa de Aceleração de Startups FIEMG Lab 4.0 foi pioneiro no Brasil e implementou um modelo de aceleração tecnológica combinada à aceleração de negócios. Esse modelo permite o impulsionamento das soluções tecnológicas das startups do programa e garante uma maior aderência delas à realidade da indústria.

Vedacit Labs

Programa da empresa de impermeabilização Vedacit busca ideias que tornem o ciclo de vida de uma edificação saudável e sustentável, reduzam os custos das obras, sejam velozes na execução para construtoras e incorporadoras, além de evitar desperdícios em geral. O programa é direcionado a construtechs, protechs e startups do setor e o propósito final é incorporar tecnologia de ponta na construção civil.

Via Startupi

Deixe seu comentário aqui!